Julho Turquesa: Mês de Conscientização do olho seco

Instituído em 2017 nos Estados Unidos, o Julho Turquesa começou em 2020 no Brasil por intermédio da parceria entre a Associação dos Portadores de Olho Seco (APOS) e a Tear Film Ocular Surface Society (TFOS). A Campanha tem como objetivo informar a população sobre a síndrome do olho seco, e ressaltar a importância da busca pelo oftalmologista para o correto diagnóstico, pois a doença pode provocar lesões na superfície ocular e comprometer gravemente a visão. A doença afeta milhões de pessoas no Mundo todo e se tornou mais frequente com a pandemia, devido ao aumento de horas do uso de computadores e smartphones. Estima se que o olho seco acometa cerca de 13 a 24% da população brasileira.


A síndrome do olho seco é causada pela falta de lubrificação da superfície dos olhos, pela má qualidade ou quantidade insuficiente de lágrima. Essa condição gera ardência, vermelhidão, sensação de secura e de corpo estranho (como areia nos olhos) e embaçamento da visão. Além do uso excessivo de dispositivos eletrônicos, a síndrome do olho seco pode ser ocasionada por exposição ao ar-condicionado por longos períodos, transtornos palpebrais, uso de lente de contato, menopausa, doenças reumatológicas